28 C
Luanda
Fevereiro 20, 2024
Portal dos Mutualistas
AtualidadeEconomiaSeguros

Seguro multirriscos: Saiba como funciona o seguro que protege a casa

Quer contratar um seguro multirriscos, ou deparou-se com a exigência desta contratação no processo de crédito habitação? Saiba como funciona o seguro que protege o imóvel, neste artigo.

Se pretende apenas avançar com a subscrição de um seguro multirriscos, contacte diretamente os mediadores de seguro Poupança no Minuto. Para esclarecer dúvidas e ficar a saber tudo sobre seguro multirriscos, passamos a explicar. 

O que é um seguro multirriscos habitação? 

O seguro multirriscos habitação tem como objetivo cobrir danos no imóvel ou no seu recheio, bem como responsabilidade civil. 

Este é um dos seguros exigidos pelos bancos na hora de contratar um crédito habitação, a par com o seguro de vida. É uma das formas de os bancos se protegerem ao fazer um empréstimo hipotecário. 

Ao contratar um seguro multirriscos, caso aconteça um sinistro ao imóvel, este está assegurado com um certo capital consoante as coberturas definidas. 

Por exemplo, caso tenha a cobertura de incêndio e suceda um fogo no imóvel, os danos causados são reparados a custo da seguradora. 

O que cobre um seguro multirriscos? 
Um seguro multirriscos pode ter variadas coberturas, sendo que, por norma, as seguradoras sugerem um pacote base e depois pode adicionar consoante preferências e necessidades. 

De acordo com a Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões (ASF), as coberturas mais comuns de um seguro multirriscos são: 

  • Reparação de danos causados no edifício, na própria fração ou noutras frações;
  • Ocorrência de riscos distintos do incêndio como, por exemplo, inundações, tempestades e riscos elétricos;  
  • Reparação de danos causados nos bens móveis da habitação;  
  • Indemnização por furto ou roubo;  
  • Responsabilidade civil do segurado e pessoas do seu agregado familiar (caso seja necessário indemnizar terceiros por danos causados);  
  • Indemnizações por morte do segurado ou cônjuge, em consequência de incêndio, queda de raio, explosão ou roubo, quando ocorrida na habitação. 

Estas são as coberturas pré-determinadas, mas pode acrescentar coberturas complementares. Sendo que o prémio a pagar depende das coberturas contratadas. 
 
O que afeta o valor a pagar por um seguro multirriscos? 

valor a pagar pelo seguro multirriscos pode variar significativamente, dependendo de alguns fatores como: 

  • A seguradora, sendo que cada uma é livre de definir os seus próprios preços;
  • As características do imóvel (tipo de construção, materiais, localização, alarme ligado a uma central, entre outras); 
    Coberturas contratadas. 

Note que as características do imóvel impactam o valor a pagar uma vez que podem definir a avaliação do risco. Quanto mais elevado o nível de risco, mais alto pode ser o preço a pagar pelo seguro. 

Como funciona o capital seguro do imóvel? 
O capital seguro do imóvel é definido pelo tomador do seguro no início e durante o contrato. Mas com base em que parâmetros? 

Então, o capital seguro deve corresponder ao valor de reconstrução do imóvel, considerando o tipo de construção, ou ao valor matricial se for um edifício que vai ser demolido ou expropriado.  

Atente que ao determinar este valor que será o capital seguro, deve ter em conta todos os elementos do imóvel, mesmo com o valor proporcional das partes comuns (só se exclui os terrenos). 

É possível atualizar o capital seguro? 
Sim, mas somente o tomador do seguro tem a responsabilidade exclusiva de o fazer. Sendo que a seguradora não pode atualizar o capital por iniciativa própria. 

Para atualizar o capital seguro, o tomador do seguro pode optar por dois tipos de atualização automática: 

  • Atualização convencionada – em que o capital seguro é atualizado todos os anos de acordo com uma percentagem indicada pelo tomador do seguro (por exemplo, o valor do capital seguro aumentar 5% anualmente);
  • Atualização indexada – em que o capital seguro é atualizado todos os anos com base nas variações dos índices IE (índice de edifícios), e IRH (índice de recheio de habitação). 

O que ter em atenção ao contratar um seguro multirriscos? 
É importante estar atento e verificar algumas informações no momento de contratar um seguro multirriscos.  

Ao contratar este seguro, certifique-se de que lhe são fornecidas as seguintes informações: 

  • Riscos cobertos pelo seguro, e exclusões;
  • Coberturas facultativas;
  • Franquias e respetivo impacto no preço do seguro;
  • Critérios da seguradora para definir o valor das indemnizações;
  • Outras condições que influenciem o preço a pagar.

Se, mesmo com as dúvidas esclarecidas, precisar de ajuda na contratação do seguro multirriscos, recorra aos serviços gratuitos dos mediadores Poupança no Minuto. Tratam de toda a intermediação com as seguradoras, burocracia e poupam-lhe umas quantas dores de cabeça. Contrate o seguro para proteger o seu imóvel, sem complicações. 

Fonte: Notícias ao minuto

Related posts

Mais de dez mil recebem pensões por contribuições como emigrantes

portal_mutualista

Mercado compra 321 milhões de dólares do BNA

portal_mutualista

Fusão entre tecnologia e seguros pode ampliar o potencial dos microsseguros

Mutualistas

Deixe um comentário